Soroterapia contra a Depressão

 

Soroterapia contra a depressão

Uma das maiores doenças do século, a depressão tem seu tratamento dificultado por ser mal diagnosticada e por ser tratada por medicamentos massificados, que não corrigem aspectos específicos de cada paciente.

A primeira coisa que faço é o diagnóstico sobre o tipo de depressão que o paciente tem. Sem conhecer a doença o tramento não pode ser correto, mas sempre encontro pacientes que estão se tratando com medicamentos controlados e até fazendo terapia, mas que não sabem qual o tipo de depressão que eles têm. Quando o paciente está acompanhado por um bom psiquiatra, trabalho em conjunto, senão começo do zero.

Para cada tipo de paciente a abordagem é diferente: existem casos de pacientes que possuem uma disfunção cerebral que resulta em dificuldade de aproveitar a serotonina produzida. Para estes, basta o remédio certo e consulta bimestral para a obtenção de bons resultados.

Existem casos onde a consulta é semanal, como uma psicoterapia, mas com intervenção medicamentosa. Promovo o equilíbrio da química do organismo do paciente, e verifico as reações e sucessos paulatinamente. É importante uma abordagem intimista, para capturar informações médicas importantes no tratamento.

Em casos menos freqüentes, em que o paciente é uma pessoa de natureza muito reservada, sugiro a criação de um grupo de tratamento. A troca de informação, experiências e a própria interação com outros pacientes acelera o processo de cura nestes casos. Os resultados são maravilhosos para todos, principalmente para os pacientes que querem melhorar a qualidade de vida e diminuir os medicamentos sedativos.

Novamente a forma de adminstração de medicamentos é a mais natural possivel, sendo que para intervenções imediatas lanço mão da soroterapia. As substâncias que utilizo nestes casos visam o aumento da produção de serotonina (ou de seus receptadores); substâncias energéticas para elevar o humor e aumentar a disposição física; e substâncias para regularizar o sono. Em conjunto, estas substâncias provocam a regressão do quadro depressivo.

A diferença entre tomar estas substâncias através do soro ou por via oral, é que no soro o efeito é imediato. Por via oral, os medicamentos levam em média 15 dias para iniciarem seus efeitos.

Foto: Dani Toth

Comments

  1. Claudia Simone Brenha Simoes says:

    Dr. Isabela,
    Tive um mau estar em junho do ano passado, e um neuro disse que era uma desautonomia , que pode ter sido procvocada por estress ou medicamento, tomava a anos topiramato e parei repentinamente. O caso é que tive uma sindrome do panico na sequencia e estou tomando paroxetina e pamelor a um ano, gostaria de parar pois estou engordando muito, mas o medico não quer parar pois diz que o tratamento deve ser de dois anos ou mais.
    O que a senhora me aconselha?
    Obrigada.

    • Isabela Lins Costa Fonseca says:

      Parece que seu corpo não reagiu bem ao topiramato. ( Que só deve ser usado para pacientes com epilepsia ou enxaqueca causada por disturbios eletricos do cerebro)
      A paroxetina tem uma boa açao no sistema digestivo para diminuir sintomas de dispepsia , falta de apetite e sindrome do colon irritável, mas em geral engorda justamente por este excesso de apetite…
      Que tal encontrar a causa destes sintomas antes de apenas tentar alguns tratamentos?
      Faça exames que avaliem seus hormônios, como cortisol,estradiol, progesterona, horm.tieoidianos,e dose sua serotonina.
      Não é facil tratar de uma doença que começa a comprometer logo o cerebro, mas com uma investigação adequada dos sintomas e um tratamento que trate todo seu corpo,vc tem maiores chances de atingir seu ideal de saúde. Se precisar conversar sobre isso me procure na clinica.

  2. Eliane lucio says:

    Drª Depois de anos pesquisando tudo sobre a srª,tudo que eu digo com relação aos teus tratamentos!

    E sem não ter mais como adiar eu marquei uma consuta com a srª,pois são muito os problemas!

    Muito anciosa com este dia da consulta…

    Um abraço

    E até mais

    Eliane Lucio

  3. EDER NUNES DA CUNHA says:

    dra, estou tomando soro para depressao ( ANAFRANIL, VITAMINAS A,B E C) QUANTO DEVO TOMAR DESTE MEDICAMENTO? MINHA DEPRESSAO E FORTE….
    JA TOMEI 10 AMPOLAS, JUNTO COM SORO ESTOU TOMANDO DEPAKOTE – ER , RIVOTRIL 2mg E SOROQUEL 100mg
    UM FORTE ABRAÇO!
    EDER NUNES

    • Dra. Isabela Lins Costa says:

      Como foi diagnosticada sua depressão? Vc sabe se é reativa,endogena, ou desequilibrio quimico ou hormonal?
      A soroterapia é um tratamento ideal para crises,mas a manutenção é feita com medicação oral…Geralmente um tratamento ortomolecular não incluiria anafranil de forma injetável,mas essa é minha opnião do seu caso sem conhecimento profundo,se quiser mais informações me procure que terei prazer em ajudar.

  4. rose campos says:

    oi dra,tenho visto suas entrevistas na tv gazeta ,tem sido de muita valia.acredite se quizer ,pedi dosagem de cortizou para o meu medico e ele me disse que nao era preciso pois estou aparentemente bem.fiquei com vontade de rasgar meu plano medico . dra, vi tua entrevista na paloma silva , e a sra comentou de um complemento para dar energia tomado a noite ,ou com vtamina c durante o dia . pode me explicar o que e? beijos obrigada por nos orientar. rose . limeira sp.

    • Dra. Isabela Lins Costa says:

      Repor vitaminas é o metodo mais simples de readquirir disposição fisica ,mas so é eficaz qdo a necessidade se sua dosagem de bitaminas e minerais estcer a ideal então a reposição fará pouca difernça. A associação de vitamina C com L argenina é bem eficaz contra a fadiga,mas acho que antes de sair se medicando vc tem que procurar u. medico que dê atenção a suas queixas,pois tratar sem ter certeza pode mascarar um quadro de umadoença mais grave. Espero ter ajudado!
      Abraços e boa sorte!

  5. Simone Oliveira says:

    Dra, a cada dia me conheço mais através das suas valiosas explicações para os diversos casos.
    Quero marcar uma consulta contigo a fim de minimizar ou acabar c/ um montão de sintomas ruins que tenho.

    Obrigada!

    Bjs, dra!!!

Comente aqui

*